Edemilda – diagnosticada com câncer de mama.

09/10/2017 Por: Instituto Mário Penna Categoria:



Em março de 2014, Edemilda Luciene, então com 39 anos, descobriu um tipo raro de câncer de mama – tumor filoide com invasiva com sarcoma – no estágio IV. Ao saber da doença, ela só conseguiu pensar no seu filho e em como ele ficaria dali para frente. “Quem iria cuidar do meu filho e direcionar ele na vida? ”, questionava-se já imaginando que havia assinado uma sentença de morte.
 
Com o diagnóstico feito, o tratamento começou rápido. Foram várias cirurgias e sessões de radio e quimioterapia, mas mesmo assim o tumor insistia em crescer, não deixando outra opção para a equipe médica senão a retirada da mama. Edemilda só não contava que meses depois de fazer a mastectomia, um novo tumor surgisse na outra mama, dessa vez mais leve, e eliminado com seis sessões de quimioterapia.
 
Depois de tantos sustos e de batalhas vencidas, Edemilda tornou-se um exemplo dentro dos corredores dos hospitais do Instituto Mário Penna, contanto sua história para outras pacientes e mostrando que com a ajuda de Deus, da equipe de profissionais do Instituto, além de uma enorme alegria e vontade de viver, pode-se superar até a pior das adversidades.
Compartilhe essa notícia: