Diretoria do Instituto Mário Penna faz balanço de 2019 e define novas ações

27/11/2019 Por: Instituto Mário Penna Categoria: Notícias Gerais



O trabalho realizado pela atual Diretoria do Instituto Mário Penna nos últimos três meses de gestão já apresenta resultados concretos. Diversas ações vêm sendo desenvolvidas tendo como foco a recuperação assistencial e econômico-financeira da entidade como, por exemplo, o corte de cargos na alta gestão.

Foram reduzidos cerca de 1/3 dos cargos estratégicos entre Diretores, Coordenadores e Gerentes, o que tem gerado uma economia mensal de mais de R$ 200 mil reais. O novo organograma, apresentado e aprovado pela Assembleia Geral realizada no dia 26 de novembro, extingue alguns cargos de Diretoria, Gerentes e Coordenadores, reduzindo a alta gestão a dois Diretores – Administrativo e Financeiro.

Atualmente, a folha de pagamento representa o maior custo da entidade, sendo que a reestruturação feita no novo organograma é a mais condizente com a atual situação financeira. Para a tomada de decisão do corte de pessoal, além de reuniões estratégicas, foi realizado um benchmarking com outras instituições de saúde que mostrou que o número de colaboradores do Instituto Mário Penna é proporcionalmente maior a de outros hospitais que têm a mesma quantidade de leitos e atuam também na área oncológica. A expectativa até o final deste ano é que todos os cortes e as mudanças feitas envolvendo pessoal, representem uma economia para a folha de pagamento mensal de aproximadamente R$ 500 mil.

Além da adequação de pessoal priorizando o corte de cargos com altos salários, um Plano de Ação Estratégico vem sendo desenvolvido com base nos principais pilares:

– aumento da produção hospitalar e receita hospitalar;

– análise de compras e regularidade no abastecimento de medicamentos;

– renegociação da dívida bancária;

– equilíbrio das contas, incluindo a regularidade fiscal;

– otimização e redesenho de processos em geral;

– otimização na captação de recursos;

– conciliação e revisão do contas a receber da instituição;

– revisão de contratos.

Outra medida que mostra o esforço da entidade no reequilíbrio das contas foi a parceria com Fundação Lucas Machado – Feluma que cedeu, sem nenhum custo para o IMP, um funcionário estratégico que tem atuado em atividades correlatas a controladoria, auditoria e assessoria.  Há poucos anos, a Fundação que é mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais e do Hospital Universitário Ciências Médicas de Minas Gerais, viveu uma crise financeira semelhante e hoje se destaca pelo equilíbrio das contas e boa gestão. “Estamos organizando a casa, redesenhando os processos, buscando uma redução nos custos e aumentando a nossa produtividade. Estamos trabalhando firmes para contornar essa crise financeira e manter o foco do Instituto Mário Penna que é assistir com excelência o paciente com câncer”, explicou Marco Antônio Viana, Diretor Administrativo.

Ajude o Instituto Mário Penna

"Ontem, recebi minha alta depois de 7 anos de tratamento e acompanhamento dessa ótima instituição e toda a sua equipe."

Compartilhe essa notícia:
Outras notícias de Notícias Gerais