Ajude o Instituto Mário Penna

"Ontem, recebi minha alta depois de 7 anos de tratamento e acompanhamento dessa ótima instituição e toda a sua equipe."

Novembro Azul alerta os homens para a importância da prevenção do câncer de próstata

10/11/2017 Por: Instituto Mário Penna Categoria: Notícias Gerais



O câncer de próstata é o segundo em incidência entre homens no Brasil. Foram cerca de 61.200 mil casos diagnosticados em 2016 de acordo com o Inca – Instituto Nacional do Câncer. É também a segunda maior causa de morte pela doença no País. Por isso, no mês em que a prevenção do câncer de próstata tem destaque com o Novembro Azul, o Instituto Mário Penna chama a atenção e mobiliza os homens de todas as idades para os cuidados contínuos com a saúde.

De acordo com a Superintendente Hospitalar do Instituto Mário Penna, Drª Carolina Mourão, a recomendação para prevenção do câncer de próstata é a consulta periódica ao urologista. “É ele quem determinará quais exames são necessários e que podem ajudar a diagnosticar mais precocemente o câncer. Dessa forma, queremos alertar os homens sobre a importância de procurar o médico e fazer seus exames”, afirma. A médica também reforça que hábitos de vida saudáveis e dieta adequada com a ingestão de frutas e vegetais, além da prática de atividades físicas podem contribuir para o não aparecimento do tumor de próstata.

Como se cuidar

Dentre os objetivos do Novembro Azul está alertar os homens sobre a importância de se cuidar. No caso do câncer de próstata, não precisa aparecer um sintoma para começar a procurar um médico, é o que afirma a equipe de Urologistas do Instituto Mário Penna. Para os homens que querem saber como se prevenir do câncer de próstata, a orientação para a avaliação da saúde prostática é que comecem com os exames de toque a partir dos 50 anos. Para indivíduos com histórico familiar de câncer de próstata ou que já apresentam problemas urinários, esses exames preventivos devem iniciar aos 45 anos. Os urologistas também recomendam a realização de um exame de PSA antígeno prostático específico (via coleta sanguínea), por volta de 40 anos para definição do nível basal de cada indivíduo.

A superintendente hospitalar do Instituto afirma ainda que a campanha é importante para reduzir os índices de diagnósticos tardios, quando as chances de cura são menores. “O foco da Campanha é, principalmente, os homens de 45 a 70 anos que não procuram atendimento médico devido a crenças e pré-conceitos que impedem que ele compareça à consulta com um urologista para o exame físico apropriado”, afirma Dra. Carolina Mourão.

Compartilhe essa notícia:
Outras notícias de Notícias Gerais