Ajude o Instituto Mário Penna

"Ontem, recebi minha alta depois de 7 anos de tratamento e acompanhamento dessa ótima instituição e toda a sua equipe."

Ricardinho das embaixadas supera seu recorde em nome da solidariedade!

11/10/2018 Por: Instituto Mário Penna Categoria:



Além de bater o recorde, a iniciativa tem um fim social: ajudar o Instituto Mário Penna

Recordista mundial em embaixadinhas, o mineiro Ricardinho das embaixadas escolheu o Estádio Independência em Belo Horizonte, para tentar bater seu próprio recorde mundial. O atleta tem como objetivo ficar 33 horas ininterruptas fazendo embaixadinhas. Ele começará às 7h de sábado e só irá parar às 16h de domingo, três horas antes do clássico entre Atlético X América pelo Campeonato Brasileiro de Futebol.

Tudo será acompanhado por uma equipe do Guinness Book.  Como as pausas não são permitidas, o atleta terá que comer, beber, ir ao banheiro e conceder entrevistas sem deixar a bola cair.

Além de ampliar seu recorde, que atualmente é de 32 horas, Ricardinho tem um objetivo social: após o feito, o craque percorrerá os principais clubes de futebol com a bola utilizada ao longo da iniciativa buscando arrecadar fundos para o Instituto Mário Penna, em Belo Horizonte/MG. A iniciativa faz parte da Campanha Torcida Mário Penna, que busca incentivar as doações para o Instituto. “A meta é ultrapassar 1 milhão de reais em doações”, afirma Ricardinho. “Com isso quero reforçar que o meu trabalho é sobre perseverança e superação. Mesmo cansado, não posso desistir, o mesmo vale para as pessoas que estão doentes: trata-se de uma luta que não deve parar”, ressalta.
Conheça a Torcida Mário Penna

Com grande importância para a saúde da população, o Instituto Mário Penna têm vivido o desafio de continuar a cativar o apoio da sociedade para conseguir manter o seu pleno funcionamento. Uma campanha que une a paixão dos brasileiros e, especialmente, dos mineiros, pelo esporte: o futebol.

Instituto Mário Penna em números

O Instituto Mário Penna é uma das principais instituições filantrópicas de saúde de Minas Gerais e é composto pelos Hospitais Mário Penna e Luxemburgo, a Casa de Apoio Beatriz Ferraz e o Núcleo de Ensino e Pesquisa. O Instituto tem mais de 60% dos seus pacientes provenientes do SUS e responde por cerca de 70% dos atendimentos dos novos casos de câncer da Região Metropolitana de Belo Horizonte e mais de 20% do total de novos casos de câncer em todo o estado de Minas Gerais.

A instituição atende a pacientes de cerca 760 municípios mineiros. Em 2017, realizou 240 mil sessões de radioterapia, 33 mil de quimioterapia, 100 mil consultas, 1,2 milhões de procedimentos e 60 transplantes de medula óssea. Para 2018, a expectativa é que as doações ajudem a manter o pleno funcionamento das unidades do Instituto Mário Penna, ameaçado pela situação econômica vivida pelo país e Minas Gerais.

Compartilhe essa notícia:
Outras notícias de

Nenhuma notícia encontrada.