Solidariedade invade o Hospital Luxemburgo

31/03/2020 Por: Instituto Mário Penna Categoria: Notícias Gerais



A pandemia do coronavírus despertou a solidariedade em muita gente. Cada ajuda neste momento tão complicado vivido por todo o mundo é bem-vinda.

E para o Instituto Mário Penna não é diferente. Para continuar oferecendo um atendimento de qualidade e referência aos milhares de pacientes atendidos por mês, o Instituto conta com a ajuda de parceiros e voluntários.

A expectativa é que os atendimentos no Hospital Luxemburgo, uma das unidades do Instituto, aumente consideravelmente nos próximos dias, por isso as doações tornam-se cada vez mais importantes.

E essa ajuda pode ser dada por qualquer pessoa. Na terça-feira (31), um paciente surpreendeu ao doar 212 frascos de álcool em gel, justamente um dos suplementos mais procurados ultimamente.

No mesmo dia, outra surpresa, uma doação feita pela equipe da Escola Municipal Mestre Paranhos, que fica na comunidade Santa Maria, onde também está o Luxemburgo. Foram mais de 160 quilos de alimentos e mais de 350 ovos, que serão usados pelo setor de Nutrição e Dietética do hospital e transformados em alimentação para pacientes, acompanhantes e colaboradores. 

Outra doação foi feita pela empresa Marluvas. Foram 150 pares de sapatos de proteção em EVA, que serão usados pelos colaboradores no atendimento aos pacientes.

“Tudo o que foi doado tem uma importância muito grande para nós, porque são coisas que tiveram os preços elevados por causa da pandemia. É importante que as empresas abracem o Instituto Mário Penna e contribuam para que o nosso atendimento continue. Não só ajudando com esses materiais e alimentos que foram doados, mas também com valores, uma vez que nós precisamos garantir o atendimento para os nossos pacientes”, afirmou Rosepaula Rodrigues, Coordenadora de Captação de Recursos e Relacionamento.

Para doar para o Instituto Mário Penna, acesse mariopenna.org.br ou ligue os telefones  0800 039 14441 e 3299-9503.

Ajude o Instituto Mário Penna

"Ontem, recebi minha alta depois de 7 anos de tratamento e acompanhamento dessa ótima instituição e toda a sua equipe."

Compartilhe essa notícia:
Outras notícias de Notícias Gerais